sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

PRIMEIRO LANÇAMENTO DO ANO DA THUMPER PUNK RECORDS - ALL HAIL THE KING



O primeiro lançamento do ano do nosso selo irmão Thumper Punk Records. Esse disco é um lançamento em prol de ajudar a família de Skip Brooks com custos no funeral. Essa pessoa foi um pregador da Rise Above Ministries e o Senhor já o recolheu para si. Abaixo, uma tradução direta da página da TPR:

"A Thumper Punk Records tem a honra de lançar ““More Love More Power: Fundraiser for Skip Brooks' family”, que apresentam seis hinos no estilo punk rock do grupo de louvor All Hail The King, da comunidade Rise Above Ministries, localizada em San Antonio, Texas. Tudo que vier  da venda deste álbum será para compensar as despesas médicas e funerárias do nosso amado Pastor Skip. All Hail the King apresenta Jenni Brooks (vocal), Danny Naselli (bateria), Matt Blow (vocal e guitarra), Johnny Rodriguez (baixo e vocal) e Damian Munoz (vocal e guitarra)."

Sei que vivemos numa recessão no Brasil, mas eu desafio você que critica dízimos e ofertas na Igreja alegando que ela é para ajudar os outros a botar a mão no bolso e fazer valer o que você diz: Comprar essa coletânea no site abaixo do bandcamp e ajudar a família do Pastor Skip com custos. Muito mais que ouvir boa música, é ser instrumento de graça e misericórdia de Deus para com o próximo.

Você pode obter o download por US$ 6,00 clicando na imagem do bandcamp abaixo. 








quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

RAVEN FAITH LANÇA SPLIT ENTRE THE BRICKS E PETER118


O ano está terminando e a Raven Faith Records lançou nesse último 30 de novembro um split da banda Oi! The Bricks e a banda Punk Peter118. Uma união de bandas, uma americana, outra inglesa para nos brindar com esse excelente lançamento. 

As três primeiras faixas me apresentam um Peter118 mais maduro e as 3 últimas The Bricks apresentando o bom e velho Oi!. 

Em termos de Brasil, nunca o punk rock e o Oi! foram tão bem servidos desde que apareceram gravadoras como a Raven Faith Records. O link estará abaixo para que vocês possam conferir, adquirir os downloads ou entrar em contato para adquirir o material físico, além de também contar com o clipe de Peter 118 pelo canal da própria gravadora sobre o novo lançamento abaixo.






segunda-feira, 29 de outubro de 2018

RESENHA DE LIVRO: COMO SER UM CONSERVADOR - ROGER SCRUTON


Essa resenha será um pouco diferente. Será com mensagens do próprio livro e depois dou meu parecer final. 

..."os conservadores sofrem desvantagem quando se trata de opinião pública. Sua posição é verdadeira, mas enfadonha; a dos seus oponentes é excitante, mas falsa".

"Em todos os países sob controle soviético, o partido estava a margem da lei, não possuía personalidade legal e não era responsável por seus cidadãos e por seus membros".

"O conservadorismo é a filosofia do vínculo afetivo. Estamos sentimentalmente ligados às coisas que amamos e que desejamos proteger contra a decadência".

"Respondendo laconicamente minha indagação: nacionalismo, como uma ideologia, é perigoso apenas à medida que as ideologias são perigosas. Ocupa o espaço deixado vago pela religião e, ao fazê-lo, estimula o verdadeiro crente a venerar a ideia nacionalista e a buscar nessa concepção aquilo que ela não pode oferecer - o propósito último da vida, o caminho da redenção e o consolo para todas as aflições".

"Em suma, a democracia exige fronteiras, e as fronteiras precisam do Estado-nação. Quaisquer modos pelos quais as pessoas venham a definir a própria identidade em termos do lugar a que pertencem têm um papel a desempenhar na consolidação do sentido de nacionalidade".

O Estado socialista não redistribui um ativo comum na sociedade. Cria renda sobre o ganho de pagadores de impostos e a oferece aos seus privilegiados".

..."a criação de uma nova classe do ócio que se utiliza do Estado a fim de obter o seu ganho do restante da sociedade".

..."satirizado de maneira brilhante por George Orwell em 1984. O propósito de Orwell ao escrever o livro era mostrar que o jargão desumanizador do marxismo também produz um mundo desumano no qual as pessoas se tornam abstrações e a verdade é um mero instrumento nas mãos do poder".

"Conservadores acreditam na propriedade privada porque respeitam a autonomia do indivíduo".

(Multiculturalismo) (Politicamente Correto) "Não há espaço algum para antigas idéias de objetividade e de verdade universal; tudo o que importa é o fato de que concordamos".

..."contudo, há um paradoxo. Os que defendem essa abordagem multicultural são, via de regra, veementementes na rejeição da cultura ocidental".

"Não exigimos de todos que tenham a mesma fé, que levem o mesmo tipo de vida familiar ou participem dos mesmos festivais. Partilhamos, entretanto, de uma cultura cívica comum, um ambiente público comum".

"O Conservadorismo não é, por natureza, internacionalista e desconfia de todas as tentativas de controlar o legislativo e o governo do país a partir de um lugar além das fronteiras. Reconhece a verdade no liberalismo, segundo o qual o processo político só pode ser fundamentado no consentimento se os direitos do indivíduo forem reconhecidos".

"... a abordagem centralizada e DITATORIAL na política exemplificada pelo belicismo do partido nazista, pelo controle TOTALITÁRIO do Partido Comunista e pelo DOMÍNIO fascista na Itália e na Espanha". 

"As privações suportadas pelos norte-coreanos significam que não têm força, nem confiança mútua, para desafiar seus opressores. O mesmo se aplica ao Iraque sob Saddam (...) a elite do partido na Rússia soviética enriqueceu por meio das privações do povo soviético". 

"Os internacionalistas tendem a ser cosmopolitas que se identificam como 'cidadãos do mundo' e repudiam conscientemente as antigas lealdades nacionais que os vinculam a uma nação em particular, a um país em particular e a uma jurisdição específica".

"A família foi considerada por todos, de St. Just a Lenin, como inimiga dos projetos revolucionários. Marx e Engels dedicaram um livro à destruição da 'Família Sagrada'"...

"Tanto nessa área quanto em outras, o Estado existe para proteger a sociedade civil, NÃO PARA MOLDÁ-LA de acordo com algum propósito que já não esteja implícito no tecido social".

"Se qualquer coisa pode ser considerada arte, então a arte deixa de ter relevância".


E é com essas citações do livro que concluo, na minha resenha, que ser um conservador não é querer mudar as pessoas à sua volta, mas poder enxergar como um todo aquilo que é melhor, mais pé no chão do que se apegar a ideologias de esquerda que vivem em pensamentos utópicos. 

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

LANÇAMENTO: CAUSE FOR REBELLION (HARDCORE PUNK)


Thumper Punk Records faz mais um novo lançamento em seu selo com cópias digitais e físicas e o texto abaixo é uma tradução livre do anúncio da banda Cause for Rebellion. Você pode ouvir o som no link abaixo da tradução.

Cause for Rebellion lançou seu álbum d estréia "The Emperor is Naked: Live at the Meat Locker" em 10 de outubro de 2018, Santa Cruz, Califórnia. Thumper Punk Records está feliz por anunciar o
Lançamento dessa banda de Hardcore Punk cheia de paixão e suor entregue por homens sem vergonha de proclamar suas convicções. Todas as receitas de venda deste álbum vão para Blood on the Door , que produz benefícios que trazem conscientização para as necessidades humanas
e promover ações reais, levantando fundos para apoiar organizações baseadas na fé e diferença no mundo de hoje. Essas organizações fornecem alimentos, abrigo, campos de refugiados e
serviços humanos para pessoas necessitadas, proporcionando assim um lugar onde as pessoas possam ser apoiadas em recursos.

 Cause of Rebellion é:

Schmallzy - vocais
Big T-bass
Doug Jutras - bateria
Harvey Rebellion - guitarra


Você pode acessar clicando nas imagens abaixo:




quarta-feira, 26 de setembro de 2018

RESENHA DE LIVRO: UMA VIDA COM PROPÓSITOS - RICK WARREN


Confesso que tive uma certa resistência em ler esse autor. Tudo que vem de enlatado dos E.U.A. é um tanto Hollywoodiano e eu sou acostumado as leituras mais densas de teologia, filosofia, direito, sociologia e outras áreas do saber humano. Todavia, quebrei um pouco essa resistência, o livro foi um presente do meu grande amigo Sérgio, a quem tenho um carinho muito especial, e decidi ler o livro. Venho ressaltar que o site Bibotalk, ao qual gosto muito de ouvir os podcasts, em um de seus vídeos falou bem do livro, embora o site seja especializado em teologia, eles deram uma boa referência dessa obra também. O livro começa com aquilo que não curto muito - criar métodos de leitura, entendo que o autor pôs da melhor forma no intuito de ajudar, mas acredito que o melhor método de leitura é o seu. Sim. Aprendi na faculdade de direito que a melhor doutrina é aquela que você consegue compreender. Venho também ressaltar que o livro é devocional, ou seja, com foco em ajudar o ser humano, por isso, chego a recomendar que você dê de presente para pessoas que não partilhem da sua fé. Nesse livro, pontuei o melhor que aprendi com ele e que através dessa resenha, possa te ajudar também:
O livro nos ensina que não podemos chegar aos propósitos da nossa vida por nós mesmos, ou seja, autoajuda não ajuda ninguém. Edificar a vida sobre verdades eternas é o fundamento sólido da vida. A eterna corrida atrás do sucesso não é nada mais, nada menos que a inveja. Viver errante é viver sem propósito, viver como se quisesse querer agradar a todos. 
 No que toca a adoração, achei interessante o ponto de um líder começar a fazer os cultos sem a música, para que os ministros e a comunidade pensem de maneira ampla o que é adorar. 
Sobre a fé, fazer parte de uma comunidade é importante, pois se nascemos de Deus, fazemos parte de Sua família, que é a Igreja do Senhor. Sobre lutas, viva todas elas. Não há mal que dure para sempre. 
Evite também não estacionar, mas crescer cada vez mais no conhecimento do Senhor, procure também entender qual é a mente de Cristo pelo Espirito Santo de Deus.
Sobre as dificuldades, louve a Deus e sobre as tentações, esse é o momento certo de optar pelo bem.
Vale ressaltar também que alguns pontos importantes do livro sobre o servir - ninguém começa a servir com perfeição, mas para se chegar a isso, basta apenas iniciar. Traz sobre nós sermos vistos por Deus e não por homens, em sermos seguros nisso. Somente inseguros se preocupam com o que os outros pensam. Além disso, não adianta fazermos obras sociais e não apresentarmos o Cristo. Eu já ouvi de um pregador da TMI que um prato de comida evangeliza por si só, o que não é verdade. Temos que apresentar o Autor e Consumador da Fé.
Esse livro me ensinou que temos que agradecer a Deus pelo que temos, seguir em frente e pregar a Palavra de Deus nesse mundo, pois existem pessoas que foram eleitas por Ele só aguardando ouvir a mensagem do Senhor de nossos lábios. Vamos em frente!!! Não se apegue as opiniões dos outros, não espere agradar a todos. Nem Deus quer te agradar em tudo!

domingo, 2 de setembro de 2018

COMO SER UM PUNK CRISTÃO?

 O texto abaixo é uma tradução da Wikihow. Quero lembrar que entrevistas e traduções nem sempre refletem a minha opinião, mas como eu sou um apoiador da cena underground cristã, a maioria adepta do punk rock, dou espaço para o pessoal (eu sei que é irônico o que alguns de vocês vão ler, eu achei bizarro o manualzinho do punk crente). A matéria original você encontra clicando aqui.


COMO SER UM PUNK CRISTÃO?


1
Um dos aspectos mais importantes de ser um punk cristão é não aceitar nenhum padrão que julgue você ou qualquer outra pessoa pelas aparências. 

Lembre-se, o homem olha para o exterior, mas Deus olha para o seu coração! É por isso que, como um punk cristão, suas palavras e ações devem ser gentis e amorosas. Levante-se para os indefesos. Ajude as pessoas que precisam. Não se curve a um monte de regras porque não estamos sob a lei. (Tiago 1: 26-27)
  • O segundo aspecto mais importante da filosofia do punk cristão é o Do-It-Yourself (DIY). Punks Cristãos podem assistir a filmes independentes de qualquer coisa e participar de atividades para questões políticas (ou apolíticas) do que gostam. Vá a uma igreja pequena que tenha um forte senso de comunidade em vez de se perder em uma mega igreja. Apoie iniciativas e pequenas lojas de varejo de famílias que tiram seus sustentos dela, e voluntarie-se localmente. Estas são todas as maneiras que você pode apoiar a ética DIY.
  • Um aspecto do Punk Cristão que é primariamente cristão (embora tenha uma certa aparência do Movimento Straigh Edge) é a ideia de que seu corpo é o Templo do Senhor. Não faça nada para desonrar seu corpo, a casa do Senhor. Muitos punks cristãos evitam sexo antes do casamento, drogas e álcool. Alguns até chegam ao ponto de se tornarem vegetarianos. Tenha a sua consciência pautada pela Bíblia

2
Não pense muito sobre sua aparência.

  • O Punk Cristão tem mais a fazer do que apenas com sua aparência e que tipo de reação você quer dos outros. Você não precisa ser especialmente diferente . Ser um punk cristão é sobre criatividade e expressar a liberdade que temos em Jesus Cristo. Apenas certifique-se de não desonrar o seu melhor amigo ou desprezar desproporcionalmente aqueles que você se importa com a forma como se veste.
  • A estética do punk cristão comum inclui piercings; Casacos de couro / camuflagem; chuteiras; tênis; Penteados cravados, zumbidos e moicanos. Um pouco de moda cristã punk é feito por você mesmo; comprar roupas da galeria do rock (tradução livre minha) ou de outras lojas "punk" (jeans pré-rasgados, cintos cravejados, etc.) não tem sentido. A maioria dos punks é pobre e seu estilo de vida tende a refletir isso. Assim, o brechó é um dos melhores lugares para ir para todas as suas necessidades de vestuário. Além disso, a maior parte da decoração pode ser feita sozinho. Misture e combine gostos pessoais que ficam bem para você. Se você quiser óculos de sol, use-os ... se não quiser óculos escuros, não os use. Uma coisa que você pode fazer é comprar uma jaqueta de couro barata e usar patches, alfinetes ou o que mais lhe agrada.
  • Vestindo "todo preto" é gótico, não punk. Isso não significa que você não possa fazer isso se isso se adequar ao seu gosto.
  • Quando se trata de piercings, tatuagens, cabelos, etc ... lembre-se que este é o Punk CristãoConsidere cuidadosamente qualquer coisa que você queira fazer e mantenha tudo isso no contexto de sua consciência diante de Deus. "Honra ao seu pai e sua mãe" pode parecer estar fora de sintonia com a "filosofia punk", e isso pode não torná-lo popular, mas é uma excelente diretriz. Punk Cristão é primeiro um gênero de música, segundo, um estilo de vida e nunca um código de vestimenta. Se você está aqui para impressionar seus amigos, pode esquecer de ser um punk cristão. Punk é sobre se rebelar contra normas sociais, e o cristianismo é uma religião não-conformista. Romanos 12: 2 é o lema da comunidade punk cristã.
  • Sim, você tem que usar coturnos, mas eles podem ser qualquer coisa. O cristianismo realmente não tem diretrizes sobre coturnos, contanto que você use um pouco, você ficará bem. Mostre alguma criatividade!
  • Ignore o cabelo, deixe sua mãe despentear o cabelo e deixe-o assim, se quiser. Ou você pode cravar, raspar, fazer desenhos malucos nele. Se você é uma menina: experimente tranças, fitas, penas. Tingimento: vá em frente. Faça o que quiser, desde que honre seu Salvador. Este é outro exemplo de como a conformidade não é a ideia.
  • Maquiagem - faça o que quiser ou simplesmente pule.
  • Lembre-se que você está ligado com seu tato, mas você pode obter uma camiseta diferente ou estilo ... Fazer uma tatuagem é a sua decisão quando você é maior de idade. Você pode fazer coisas que realmente reflitam sua fé. É uma decisão pessoal e depende de suas próprias convicções. Seu corpo é o templo de Deus , mostre sua  através disso. Eu pessoalmente provavelmente não faria uma tatuagem, eu tenho uma  piercing invés disso. Eu não acho que Deus me diria. Pergunte a ele.

3
A ética DIY é transportada para a música.

  • Preste atenção nas novas bandas e apoie os que não trocam valores pela fama ... comprando suas músicas e indo aos shows. Tente encontrar bandas punk locais que acreditam em Jesus Cristo. Considere aprender um instrumento e começar sua própria banda.
  • A música que você ouve deve refletir sua fé. Tente olhar para Tooth & Nail , esta é uma gravadora com muitas bandas cristãs alternativas. Algumas bandas sugeridas são: coisas antigas de Relient K, Officer Negative, MxPx (embora MxPx não seja uma banda cristã, mas são "Cristãos numa banda". Eles têm músicas que refletem sua fé), e Flatfoot 56.
  • Skillet parece ótimo, e eles definitivamente seguem suas crenças, apesar de sua popularidade e turnê com bandas maiores e seculares; no entanto, isso sozinho não os qualifica para o status "punk". É importante notar que você, como um punk, pode desfrutar de muitos tipos diferentes de música não-punk. Paramore não é punk, Newsboys não são o que você chamaria de punk.
  • Duckie, Philmore, Smiley kids e Headnoise são muito bons. Dê uma olhada na música cristã no YouTube. Verifique os fóruns para estações de rádio cristãs de punk. Fique longe de bandas "contemporâneas de punk" ou "emo" como Kiros e FM Static. Lembre-se da ética DIY.
  • Não julgue os outros pela escolha da música. (Colossenses 2:16)


4
Tudo somado, o punk não é uma fórmula especial, é o oposto. 

Você é a fórmula especial. Não se importe tanto com o que as pessoas vão pensar. Viva para o Senhor e desfrute de boa música, pareça legal da maneira que Deus quer que você faça.

quarta-feira, 18 de julho de 2018

RESENHA DE LIVRO: CHAMADO AO DISCIPULADO DE KARL BARTH


Não há como não se emocionar em ler esse livro. Embora Karl Barth tivesse sido liberal e com a Igreja na Europa perecendo no período pós primeira guerra, essa autor se converte e se torna um referencial da neo-ortodoxia. O que é a neo-ortodoxia? Falando de maneira simples e leiga é crer que a Bíblia é a Palavra de Deus mesmo com alguns erros. Logicamente, quem me conhece, eu busco ser ortodoxo, ou seja, eu creio que a Bíblia é a INERRANTE Palavra de Deus. Entretanto, isso não tira o demérito desse livro.

Karl Barth cria que o chamado de Deus era para todos, mas somente os discípulos são capazes de ouvi-lo. O seguir, até mesmo numa visão rabínica, era imitar ao Deus todo poderoso. 


..."é uma questão de seguir as qualidades ou atos de Deus:

  • Plantando a terra como Deus plantou o jardim do Éden
  • Vestindo a nudez como Deus vestiu Adão
  • Visitando o doente como Deus visitou Abraão
  • Confortando o triste como Deus confortou Isaque
  • Enterrando o morto como Deus enterrou Moisés" (página14)
Logicamente eu faço um adendo, pois a carta de Judas mostra o Arcanjo Miguel brigou pelo corpo de Moisés.

A pessoa pode rejeitar o chamado de Deus, como no caso do jovem rico, e quando alguém chamado por Jesus, não pode querer estabelecer regras para segui-Lo.

"Fé não é obediência, mas como obediência não é obediência sem fé, fé não é fé sem obediência. Elas andam juntas, como o trovão e o relâmpago em uma tempestade". (página 25)

O que me marca nesse livro que seguir a Jesus é seguir um caminho sem volta, ou seja, tomar a sua cruz. Fala contra a graça barata que é inimiga da Igreja do Senhor. E de que quando amamos nossos inimigos, logo, nos tornamos amigos.

O livro é curto e vale a pena a leitura.