quarta-feira, 18 de julho de 2018

RESENHA DE LIVRO: CHAMADO AO DISCIPULADO DE KARL BARTH


Não há como não se emocionar em ler esse livro. Embora Karl Barth tivesse sido liberal e com a Igreja na Europa perecendo no período pós primeira guerra, essa autor se converte e se torna um referencial da neo-ortodoxia. O que é a neo-ortodoxia? Falando de maneira simples e leiga é crer que a Bíblia é a Palavra de Deus mesmo com alguns erros. Logicamente, quem me conhece, eu busco ser ortodoxo, ou seja, eu creio que a Bíblia é a INERRANTE Palavra de Deus. Entretanto, isso não tira o demérito desse livro.

Karl Barth cria que o chamado de Deus era para todos, mas somente os discípulos são capazes de ouvi-lo. O seguir, até mesmo numa visão rabínica, era imitar ao Deus todo poderoso. 


..."é uma questão de seguir as qualidades ou atos de Deus:

  • Plantando a terra como Deus plantou o jardim do Éden
  • Vestindo a nudez como Deus vestiu Adão
  • Visitando o doente como Deus visitou Abraão
  • Confortando o triste como Deus confortou Isaque
  • Enterrando o morto como Deus enterrou Moisés" (página14)
Logicamente eu faço um adendo, pois a carta de Judas mostra o Arcanjo Miguel brigou pelo corpo de Moisés.

A pessoa pode rejeitar o chamado de Deus, como no caso do jovem rico, e quando alguém chamado por Jesus, não pode querer estabelecer regras para segui-Lo.

"Fé não é obediência, mas como obediência não é obediência sem fé, fé não é fé sem obediência. Elas andam juntas, como o trovão e o relâmpago em uma tempestade". (página 25)

O que me marca nesse livro que seguir a Jesus é seguir um caminho sem volta, ou seja, tomar a sua cruz. Fala contra a graça barata que é inimiga da Igreja do Senhor. E de que quando amamos nossos inimigos, logo, nos tornamos amigos.

O livro é curto e vale a pena a leitura. 

domingo, 8 de julho de 2018

LANÇAMENTO: FORA DA PLACA


 Me lembro do primeiro contato com o Fora da Placa. Foi na Coletânea Cristo Suburbano Volume 2. A banda havia me mandado um material ao vivo. Confesso que embora estivesse com o som legal, a gravação não estava tão boa, ou seja ao vivo e sem canais separados. À partir da Coletânea 3, fui verificando a qualidade musical da banda (isso é muito importante para fazer uma excelente demonstração aos que irão ouvir). O que também ajudou para querer ter esses caras para junto de mim foi a postura de Marcus, um de seus integrantes. Eu percebia o compromisso dele com o Cristo, logo, imaginei, vamos impulsionar esses caras e o resultado está aí - O primeiro disco do FORA DA PLACA. Esse disco me relembrou um bom e velho punk rock com influências diversas desde o Cólera até o Plebe Rude formando um estilo único. Essa banda é de Linhares, norte do Espirito Santo e com esse disco, me mostra que nesse Brasil afora tem muita coisa boa. Divirtam-se clicando nos links abaixo para escutar essa excelente banda.







CURTA TAMBÉM A BANDA:



quinta-feira, 28 de junho de 2018

RESENHA: "MEET THE PRETTYBADS" DOS PRETTYBADS


Eu já tinha ouvido falar dessa banda pela Thumper Punk Records antes do selo entrar num hiato. O que eu havia escutado era muito pouco para se ter uma ideia e agora hoje, pela Indie Vision Music, a banda lança o disco "Meet The Pretty Bads", que foi produzido por Sef Idle da banda False Idle, só pode ser resumido numa coisa: Ramones com vocal feminino com uma pitada de ficção científica. O disco todo é sensacional e é impossível escutar uma vez só. A música cristã é muito rica e com certeza essa banda faz parte da minha playlist. O download é pago, mas você pode escutar por streamming nas principais plataformas. Basta clicar nos links abaixo e como proposto pelo título "Conheçam os Prettybads".






segunda-feira, 25 de junho de 2018

RESENHA: WUDLINK - FIRME CONVICCION



 Recentemente, fui abordado por um irmão da Guatemala, Miguel, e ele me mostrou uma infinidade de bandas cristãs de seu país e da América Latina, sejam elas católicas ou protestantes. E confesso que uma que chamou minha atenção foi essa banda - WudLink. O significado do nome como se estivéssemos conectados à cruz de Cristo. Eu escutei muito e lembra bastante uma sonoridade como o MxPx. A música Believe foi sensacional porque me tocou em "tudo é possível àquele que crê". E isso bateu forte para mim. A música título do CD é no idioma nativo deles, o espanhol. As demais, em inglês. Vale a pena conferir e o melhor, a banda disponibilizou para download. Clique na imagem do bandcamp abaixo.







quarta-feira, 20 de junho de 2018

LANÇAMENTO: BANDA BAQUE - TUDO MUDOU



Ok, a banda não está lançando nenhuma novidade. Eu já conhecia eles antes do Baque ser Baque, ou seja, a banda se chamava Renascidos, num projeto do antigo baixista Peterson Ortega ao qual eu já fiz parte... Ali, vi a música "Criminalidade" nascer e se faz tão atual nos dias de hoje. Quando saí do Renascidos, o convite veio ao Leandro e o nome da banda decidiu se tornar Baque. Nos final dos anos 90, a música cristã, o rock, estava caminhando no Brasil. A ideia do nome veio da expressão "tomar um baque" que era muito comum aos usuários de drogas injetáveis e de que as pessoas precisavam era de um "Baque de Jesus Cristo" na veia. Surgira o Baque. Como os membros tinham diversas influências, desde o Rap ao Rock, a banda misturou elementos do Mangue Beat, Punk, Hardcore, Reagge e assim surge o Skate Rock, um ritmo de ruas para os que curtem andar de carrinho. A banda lançou um CD físico na primeira década de 2000 e se apresentou em programas de TV, rádios, Marchas Para Jesus e igrejas. 

Então, qual é a novidade?

Vivemos numa era digital. Poucos, hoje em dia, preferem adquirir CDs e alguns preferem downloads. Outros preferem as Plataformas Digitais! Isso mesmo. O Baque assinou com o selo digital Cristo Suburbano e através do selo, está sendo lançada em Plataformas como Deezer, Spotify, Itunes, Google Play e outras plataformas. E isso tem sido um marco de expansão para o selo também, que inaugura uma profissionalização do próprio. Eu espero que vocês gostem e acessem as plataformas abaixo.






segunda-feira, 18 de junho de 2018

RESENHA DE LIVRO: CONFISSÕES - AGOSTINHO DE HIPONA


 Confesso que quando comecei a ler esse livro até por curiosidade, até mesmo pelos reformadores já terem bebido da fonte de Agostinho, percebi que o livro se inicia com orações e eu querendo ler uma leitura mais leve, já imaginei que seria uma leitura pesada. Ler filósofos chega a ser cansativo, já li Maquiavel, Kierkeegard e por ser uma leitura densa, já cansa. Todavia, ao me aprofundar na leitura do livro, o autor mostra sua nudez diante de Deus e dos homens. Deus está no homem e o homem em Deus, e os primeiros anos de Agostinho até na infância, ele já trata do seu pecado. Da sua miséria diante do Senhor. Ele já fala que como pode ser o Reino de Deus das crianças se já na infância ele possuía tal maldade? Ele exalta o criador em cada estrofe do livro. Fala da relação da fé piedosa de sua mãe, sua aversão ao grego como estudo de Homero, mas da sua alma como um deserto ausente do Senhor. 
Na página 19 "A prodigalidade veste-se com a capa da liberalidade; porém só tu és verdadeiro e liberalíssimo doador de todos bens". Isso nos mostra que o diabo tenta ser um mero copiador daquilo que Deus nos dá, todavia, ele sempre virá com a conta no final. Em Deus, a dívida está paga em Jesus. Ele combateu também o maniqueísmo. Viu que embora os filósofos falasse a verdade, a verdade deles tinha um ir além, que é Deus. Outro ponto interessante é que ele relata que sua mãe, Mônica, orou 9 anos por ele. Isso nos ensina a nunca desistir de orar por alguém. A impressão do livro em si, me traz sobre o amor ao amigo em Deus. Agostinho nos traz a ideia de que amigos são um consolo de Deus. Fala do Deus de amor que resiste aos soberbos. De um Deus que está presente mesmo nos que se afastam Dele.
Ele trata de suas falsas ambições como uma alegria de mendigo perto da grandiosidade do que o Senhor pode propor, sobre reservar um tempo de oração e meditação na Palavra. Falou da separação com sua amante, tratou sobre o verbo de Deus que é Jesus.
Situações que me chamaram a atenção no livro é que Agostinho e amigos já foram numa arena assistirem a gladiadores se digladiarem e também em alguns lugares do império romano ainda terem cultos pagãos aos deuses. Isso nos ensina que as mudanças na história não são mágicas como propõem alguns, mas gradativas. Embora o cristianismo já tivesse se tornado a religião do Estado, até isso se consolidar levou um tempo.
Ele tratou da felicidade da busca no Senhor e que nem todos a alcançariam por rejeitar essa verdade. Da murmuração do povo no deserto por murmurarem, não contra Moisés, mas contra o Senhor. Sobre o mediador entre Deus e os homens tivessem tanto em comum com Deus e com os homens e isso estava perfeito na pessoa de Jesus.

"Levantas os que caíram, e os que graças a ti continuam eretos, não caem nunca". (página 129)

Falou da vontade imortal do Senhor, que não varia conforme o tempo, continua a mesma. Me admira como eu vejo tentando relativizar a Palavra de Deus só para quererem ser mais aceitos nesse mundo.

Concluo sobre o pensamento de Agostinho de que ninguém faz nada sem Deus. De que pode cair Roma, mas a Cidade de Deus nunca cairá. Uma excelente literatura para quem quer conhecer mais sobre esse Pai da Igreja.

domingo, 10 de junho de 2018

CATÁLOGO DO SELO CRISTO SUBURBANO


 Catálogo de tudo que já foi lançado pelo selo Cristo Suburbano. O que você encontrar no bandcamp e não nas plataformas digitais, com exceção das coletâneas Cristo Suburbano e Entre Bíblias e Coturnos, é que no bandcamp os títulos estão sendo apoiados e o site faz papel de "distro". Os lançamentos abaixo são oficiais, encontrados em plataformas. 


022. Banda Baque - Tudo Mudou
021. Thimoteos - My Heart | How Great Thou Art 
020. Cristo Suburbano Volume 4
019. David D' Rock - Motim Contra Satanás
018. Trilha Original do Filme: ENTRE BÍBILAS E COTURNOS: O PUNK ROCK CRISTÃO NO BRASIL
017. CrustCaos - Garoto Suburbano
016. Living Water - Living Water EP
015. Pesadelo HC - Não Vai Parar
014. Cristo Suburbano Volume 3
013. Radioativos - Radioativos EP
012. Ressurreição - Guerra Sem Fim
011. Cristo Suburbano Volume 2
010. Dior Elias - Raízes
009. Dior Elias - Deus Oferece Salvação
008. Cristo Suburbano Volume 1
009. Dsarme? - Sou Servo
008. Thimoteos - Recortes e Raridades
006. Thimoteos - My Heart
005. Thimoteos - How Great Thou Art (Featuring Mark Main)
004. Thimoteos - Recomeços
003. Dsarme? - Sou Servo
002. Thimoteos - Entre o Ontem, o Hoje e o Amanhã
001. Thimoteos - Primeiros Registros