quarta-feira, 30 de julho de 2014

PROTESTANTES HC - O HARDCORE PUNK MANAUARA PARA TODOS OS BRASILEIROS


 Para quem não sabe o que é um manaura, é simples, pois é assim que se chama todo aquele que nasceu em Manaus, AM. Com a internet rompendo barreiras, temos conhecido diversas bandas nacionais aqui nesse blog-zine, e esses são os Protestantes HC, ou Protex HC, como já apelidaram a banda. Formada desde 2010, e com membros atuais, sendo eles Renan Lima (bateria), Marcos Efraim (gritando), Mario Ferreira (guitarras) e Marlon Morais (Contra-baixo), a banda tem mostrado cada vez que existe cena em Manaus, uma capital que fica no meio da floresta amazônica, com aproximadamente 1.800.000 habitantes, com seus contrastes de pobreza e riqueza convivendo junto. E pasmem, a banda não deixa nada a desejar. Com a musicalidade  do Hardcore Punk que nos lembram bandas paulistanas como o Gritando HC dos anos 90, com muitos shows, sendo que um deles, foi abrir para a banda americana Suicidal Tendencies, eu conversei com Efraim, o vocal da banda, ao qual que me recebeu super bem, conversamos e aceitou dar essa entrevista. Vamos para as perguntas.


Cristo Suburbano: Como surgiu a banda, foi ideia de quem, onde se conheceram?
Efraim: Olá, Edu! Beleza? Vou responder as pergunta por todos da banda. Então, a banda surgiu dentro de uma igreja tradicional aqui em Manaus, na época, ao qual eu e os antigos membros estávamos inconformados com o sistema religioso, e aí, tivemos a ideia de criar uma banda para protestar contra esse sistema. Hoje em dia, nos desprendemos de vez desse lance de religiosidade e viramos uma banda de hardcore mesmo. 

Cristo Suburbano: Por ser uma capital (Manaus), a cena é pouco divulgada no resto do país, e vocês tem feito um ótimo trabalho em mostrar isso. Como anda o underground de Manaus?
Efraim: Cara, o rock underground manauara, de uma forma em geral, tá muito bom. Estamos em uma época em que as bandas estão lançando materiais (CDs, Eps, Camisetas, etc) e o público tem valorizado isso cada vez mais. Seja qual for a vertente que o rock se encontra aqui na cidade, o bagulho está bonito, tem muita coisa rolando, festivais, shows em quintais, em bares, casas de show que estão abrindo oportunidades e por aí vai. 
 Realmente por ser uma capital que está afastada dos grandes centros, a divulgação da cena local por aí (demais regiões brasileiras) é meio "devagar", mas já estamos quebrando barreiras. Tem bandas daqui que já até assinaram com a Desk Disc, isso é algo muito louco e lindo de se ver.


Cristo Suburbano: Recentemente, eu li na internet, uns ataques de crentes dizendo que vocês eram uma banda secular... Explique isso pra galera.
Efraim: (Risos) Rapaz, isso é normal, esse pessoal que não produz nada adora atacar pedra mesmo. Como eu falei, não somos uma banda evangelística. Tá certo que começamos dentro de uma igreja e tal, mas isso ficou pra trás. Hoje em dia, temos outra cabeça, temos outro pensamento, nos libertamos desse sistema religioso, que infelizmente, tá enraizado em nosso Brasil. Somos uma banda de hardcore que usa as músicas para protestar, não levantamos a bandeira de nada, a banda é uma coisa, a ideologia de vida pessoal de cada membro é outra. Na banda, temos membros cristãos, temos membros straight edges, tem membro que não é nem uma coisa e nem outra, por aí vai.

Cristo Suburbano: Fale um pouco desse maravilhoso álbum "Eu tenho Opinião".
Efraim: Não diria um "maravilhoso" álbum, bicho (risos), diria que foi um álbum bem simples, e que, mostrou que a banda veio pra somar com a cena manauara. Tivemos algumas dificuldades para gravar esse álbum, não foi fácil, mas conseguimos isso, e isso é o mais importante.

Abrindo o show para a banda Suicidal Tendencies. 

Cristo Suburbano: Como anda a agenda de shows?
Efraim: Como estamos em fase de de preparação do segundo álbum, tivemos que diminuir a quantidade de apresentações, mas temos uns rolês marcados para os dias 23 e 24 de agosto em Sampa, com os caras loucos do Lomba Raivosa, vai ser muito doido, há há. E também, em outubro, fomos convidados para tocar em Boa Vista, em um festival que vai rolar por lá, junto com um monte de bandas legais, inclusive o Antidemon, que vai tocar nesse fest. Fora essas viagens, tocaremos no Rock na Colina, dia 15 de agosto, aqui em Manaus, e também tem o Carnival Rock que acontece por aqui em outubro.

Cristo Suburbano: E o apelido Protex, de onde veio?
Efraim: (Risos) Então, esse apelido veio de um amigo nosso, o Álex Alli, ele toca na banda About Trust, e também é desenhista de mão cheia, ele que cria nossas artes atualmente. Acho que ele botou esse apelido para facilitar o pronunciamento do nome da banda (risos).

Cristo Suburbano: Deixem um recado para a galera.
Efraim: Então rapaziada, deixo aqui um forte abraço à todos que estão lendo essa conversa, e qualquer coisa, nos procurem nas redes sociais, valeu!!!

 Para acessarem os canais de contato da banda, basta clicar nos links abaixo. Deus abençoe cada um, pessoal!!!!









Um comentário:

Punk Protestante disse...

Ola, to passando pra deixar o link das musicas da banda protestantes ( Punk rock cristao de minas gerais) Pra quem quiser da uma conferida.

http://www.mediafire.com/download/i575w51fg44wwdd/2004+Protestantes.rar