segunda-feira, 8 de agosto de 2016

RESENHA DE LIVROS: DIREITA E ESQUERDA - Razões e Significados de uma Distinção Política - NORBERTO BOBBIO


Livro do pensador político e do direito, o italiano Norberto Bobbio nos brinda com esse livro sobre uma díade que dividiu o mundo após a Segunda Guerra Mundial que transformou o mundo num lugar bipolarizado. Na sua introdução, ele nos apresenta de como uma ideia de esquerda pode perdurar, mesmo após a queda do muro de Berlim. O que me chamou a atenção nessa introdução foi de que o que temos hoje é uma democrática discussão entre Conservadores (direita) e Progressistas (esquerda). Nas atuais redes sociais de hoje, temos muita gente discutindo sobre política, sem saber ao fato o que ela é. Alguns se assumem de esquerda, mas não sabem de fato o que ela é e outros se assumem de direita, mas também não sabem o que de fato ela é. Se acusam de maneira constante. Ambos os pensamentos conquistaram o planeta...

Cito um parágrafo das páginas 16 e 17:
"Há quem tenha sustentado que o traço característico da esquerda é a não violência. Mas a renúncia ao uso da  violência para conquistar e exercer o poder é a característica do método democrático, cujas regras constitutivas prescrevem vários procedimentos para a tomada de decisões coletivas por meio do livre debate, que pode dar origem ou a uma decisão acordada ou a uma decisão tomada pela maioria. Prova disso é que, num sistema democrático, a alternância entre governos de direita e de esquerda é possível e legítima".

Embora a esquerda promova uma sociedade iguais, o que não é na prática uma verdade, pois precisaria de um representante, uma sociedade de esquerda sufocaria a liberdade de alguém que deseja prosperar num regime liberal (e quando falo liberal, para leigos, me refiro ao pensamento de Locke - Deus deu ao homem vida, liberdade e propriedade) ao qual a única obrigação do Estado é a intervenção mínima nas relações comerciais e proteger a propriedade privada. 
Dentro de um pensamento de direita, não existe juízo moral - ela não é inigualitária por más intenções - o foco é promover a incessante luta pelo melhoramento da sociedade, com base em defesa de um "progresso particular" que seria eliminado numa sociedade igualitária, ou seja, sufocar a liberdade. A direita e a esquerda não são caixas vazias. 

Norberto Bobbio - nascido de família rica - é confesso em apoiar a esquerda, todavia, ele como pensador político e do direito, busca ser equitativo e em sua problematização, ele sabe que falar dos dois movimentos acirram os ânimos, mas como ele colocou bem, é impossível nessa sociedade não ter um pensamento que é antítese do outro, dentro da sociologia, do direito, da economia e aqui, em opinião particular, como cristão, vejo Calvinistas e Arminianos, Protestantes e Católicos etc.

Jean Paul Sartre já dizia que esquerda e direita são duas caixas vazias.

 Em sociedades democráticas sempre haverá essa dicotomia. Houveram movimentos Terceiros que na tentativa de centralizar as coisas, apresentaram o cinza entre o branco e o preto, o crepúsculo entre o dia e a noite, chamados de Terceiro Inclusivo e Terceiro Incluído, para tentar resolver essa crise de pensamentos políticos. O Terceiro Incluído se apresenta sem doutrina alguma e o Terceiro Inclusivo corre em busca de uma doutrina.

A ideologia da revolução conservadora nasceu após a Primeira Guerra Mundial como resposta da direita à revolução subversiva que havia levado a esquerda ao poder em um grande país e parecia destinada a se difundir em outras regiões.

"Fascismo e Comunismo representam na história desse século a grande antítese entre esquerda e direita. Mas como? Não só não a enfraqueceram, mas a exasperaram". página 59.

 As verdadeiras ditaduras nascem desses extremos, que são o fascismo e o comunismo, logo, é por isso que ele são antidemocráticos. 
 Todo movimento de esquerda é preponderante ao aborto, mas me questiono - se ela parte em defesa do mais fraco, o mais fraco numa relação do aborto não seria o nascituro que não tem como se defender?

O extremismo combate o moderantismo que é democrático. A direita representa a tradição herdada, a esquerda representa a emancipação de valores tradicionais, embora, o fato é que emancipação deveria se entender mais por inovação. E o oposto de emancipação deveria se entender mais por paternalismo.  

"Das seis grandes ideologias nascidas a partir da Revolução Francesa, três são clássicas: o conservadorismo, o liberalismo, o socialismo científico; e três são românticas: o anarco-libertarismo, o fascismo (e o radicalismo de direita) e o tradicionalismo". página 83

O livro apresenta de uma maneira de fácil leitura, um entendimento simples e como leitor, recomendo. 




Nenhum comentário: